terça-feira, 15 de outubro de 2019

Trinta anos depois, “Por Amor” bate “A Gata Comeu” e se torna a novela mais vista do “Vale a Pena Ver de Novo”


Chegou ao fim na última sexta-feira (11) a reprise de “Por Amor”, exibida em “Vale a Pena Ver de Novo” pela Rede Globo. A trama, reapresentada pela quarta vez na TV brasileira, teve o segundo melhor desempenho da faixa nesta década e novamente se firmou um sucesso atemporal.

Escrita por Manoel Carlos, a novela sai de cena com média de 17,8 pontos na Grande São Paulo, índice abaixo apenas de “Senhora do Destino”, que cravou 18,0 pontos na reprise de 2017. Há também um crescimento de 11% em relação à antecessora, “Cordel Encantado”.

No comparativo, “Por Amor” supera todas as outras antecessoras: “O Rei do Gado” (17,4), “O Clone” (16,9), “Cheias de Charme” (16,7), “Cordel Encantado” (16,0), “Mulheres de Areia” (15,6), “Sinhá Moça” (15,2), “Chocolate com Pimenta” (14,9), “Anjo Mau” (14,5), “Caras & Bocas” (14,2), “Caminho das Índias” (14,2), “Celebridade” (13,9), “O Cravo e a Rosa” (13,8), “Belíssima” (13,7), “Da Cor do Pecado” (13,5), “Sete Pecados” (12,8), “Cobras & Lagartos” (12,4) e “O Profeta” (11,9), entre as tramas reapresentadas nesta década.

Na reta final, a trama bateu recordes. Em sua última segunda-feira cravou 24,3 pontos, o maior índice do horário desde o último capítulo de “Alma Gêmea”, em março de 2010. O desempenho da última semana também foi o melhor da década, com 22,2 pontos.

Já na média domiciliar, a trama protagonizada por Regina e Gabriela Duarte bateu um recorde histórico: superou a reprise de “A Gata Comeu”, de 1989, e se tornou a novela mais vista do “Vale a Pena Ver de Novo” em todos os tempos, com 1 milhão e 296 mil casas sintonizadas – ante 1 milhão e 269 mil da trama de Ivani Ribeiro, até então recordista. Em 2017, “Senhora do Destino” chegou perto de conquistar este recorde, com 1 milhão e 268 mil domicílios na média.

Para segurar os índices de “Por Amor”, a Rede Globo escalou o grande sucesso “Avenida Brasil” (2012), novela escrita por João Emanuel Carneiro, já no ar desde o dia 7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário