segunda-feira, 17 de junho de 2019

“Verão 90” cresce em audiência e tem melhor desempenho desde “Pega Pega”


Em termos de audiência, a trajetória de Izabel de Oliveira no horário das 19h da Globo, nesta década, foi do céu ao inferno. Escreveu em 2012 “Cheias de Charme” em parceria com Filipe Miguez, o maior fenômeno do horário entre as 18 telenovelas produzidas desde 2010. Em 2014, no entanto, levou ao ar a problemática “Geração Brasil” (também ao lado de Miguez), que não só detém a pior audiência da década, mas também o mais baixo desempenho da faixa desde sua consolidação, em 1970. Agora, com “Verão 90”, a realidade é outra. Contando com a coautoria de Paula Amaral, a trama elevou os índices gerais perdidos com “O Tempo Não Para” e já possui o melhor Ibope às 19h em dois anos, quando “Pega Pega” foi ao ar.

Com 20 semanas de exibição, “Verão 90” acumula 25.3 pontos de média, resultado satisfatório para os padrões da emissora. A obra foi na contramão de “O Tempo Não Para”, que inicou com índices não vistos em mais de 10 anos, mas perdeu força no decorrer de sua exibição. Já a novela da “época que marcou época” passou por um começo complicado – sua primeira semana teve o pior índice da década –, mas logo conseguiu se reerguer.

No comparativo do mesmo período de exibição, “Verão 90” aparece atrás de “Totalmente Demais” (25.6), “Haja Coração” (27.3), “Morde & Assopra” (28.7), “Ti Ti Ti” (28.7), “Pega Pega” (29.0) e “Cheias de Charme” (30.6). E supera “Deus Salve o Rei” (25.2), “O Tempo Não Para” (25.1), “Aquele Beijo” (25.0), “Sangue Bom” (24.6), “Rock Story” (24.5), “I Love Paraisópolis” (23.8), “Tempos Modernos” (23.3), “Guerra dos Sexos” (21.8), “Alto Astral” (21.3), “Geração Brasil” (19.3) e “Além do Horizonte” (19.3).

O crescimento de “Verão 90” segue perceptível também pelas médias mensais. No primeiro mês, em fevereiro, registrou 23.4 pontos de média. Já em maio, por exemplo, obteve 26.1 pontos. Na parcial de junho, a trama dirigida por Jorge Fernando tem 26.7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário