segunda-feira, 17 de junho de 2019

“A Que Não Podia Amar” tem segunda maior audiência da faixa no SBT


No ar pela faixa das 17h15 no SBT, a novela inédita “A Que Não Podia Amar” elevou os índices de audiência da emissora e já possui a segunda melhor média do horário desde seu lançamento, em 2015.

Produzida por José Alberto Castro a partir do roteiro de Ximena Suárez, a trama mexicana possui, até seu 50º capítulo, média de 6.8 pontos. Índice considerado bom, levando em conta a meta de 7 pontos estipulada pelo SBT. Há também um crescimento expressivo e positivo de 20% em relação à sua antecessora, a reprise de “Teresa”.

No comparativo, “A Que Não Podia Amar” fica atrás apenas da reapresentação de “Coração Indomável”, levada ao ar em 2018, que acumulou 6.9 pontos de média no mesmo período de exibição. A novela protagonizada por Ana Brenda Contreras supera “Rubi” (5.9), “Que Pobres Tão Ricos” (5.8), “Sortilégio” (5.7), “Teresa” (5.7), “A Mentira” (5.5), “Maria do Bairro” (5.5), “No Limite da Paixão” (5.3) e “A Usurpadora” (5.2).

Já em relação apenas às novelas latinas inéditas exibidas pelo SBT nesta década, “A Que Não Podia Amar” ocupa a 10ª posição entre as maiores audiências finalizadas (20 no total), atrás de “Um Caminho para o Destino” (6.9), “A Dona” (7.1), “Amanhã é para Sempre” (7.3), “Teresa” (7.3), “Mar de Amor” (7.4), “Coração Indomável” (7.7), “Meu Coração é Teu” (7.8), “A Gata” (8.2) e “Abismo de Paixão” (8.4), esta última o maior sucesso das Novelas da Tarde. O folhetim supera, ainda, “O Que a Vida me Roubou” (6.7), “Lágrimas de Amor” (6.7), “Sortilégio” (6.4), “Cuidado com o Anjo” (6.1), “Que Pobres tão Ricos” (5.8), “Querida Inimiga” (5.8), “Meu Pecado” (4.7), “As Tontas Não Vão ao Céu” (4.4), “Camaleões” (4.4) e “Por Ela Sou Eva” (4.0).

Nas médias mensais, “A Que Não Podia Amar” apresenta estabilidade: de 6.9 pontos cravados em maio, acumula parcialmente 6.8 em junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário