terça-feira, 16 de abril de 2019

“Malhação: Vidas Brasileiras” derruba audiência da Globo em 21%


Chegou ao fim nesta segunda-feira (15/04) a temporada “Vidas Brasileiras”, da tradicional novela teen “Malhação”. A trama, pela primeira vez na história adaptada a partir de um texto estrangeiro – “30 Vies”, uma novela canadense –, não agradou ao público e crítica e despede-se com a segunda queda mais expressiva da história do folhetim.

Com 284 capítulos exibidos, “Vidas Brasileiras” acumulou média de apenas 16.2 pontos, a 5ª pior audiência entre todas as temporadas de “Malhação”. Além de estar abaixo dos 17 pontos estipulados para o horário, a obra escrita por Patrícia Moretzsohn derrubou em 20.9% os índices de sua antecessora, “Viva a Diferença”, soberana como o maior sucesso da década. Este índice só é inferior à “Malhação 2007”, que perdeu 21.1% do público da temporada de 2006.

No comparativo, “Vidas Brasileiras” supera “Conectados” (16.0), “Sonhos” (15.9), “Intensa como a Vida” (14.8) e “Casa Cheia” (14.1). A trama fica atrás de “Seu Lugar no Mundo” (16.6), “Pro Dia Nascer Feliz” (18.6), “Malhação 2010” (19.1) e “Viva a Diferença” (20.4), dentre as temporadas exibidas desde 2010.

A temporada dirigida por Natalia Grimberg também acumula um número considerável de derrotas dárias para o “Vale a Pena Ver de Novo”, atração que a antecede na grade horária da Globo. Na média-mensal, por exemplo, “Vidas Brasileiras” acumulou 16.6 pontos em Março, ante 16.3 da reprise de “Cordel Encantado”. Uma distância de apenas 0.3 pontos.

Nesta terça-feira (16/04) a Globo promove a estreia de “Toda Forma de Amar”, com o objetivo de recuperar os índices que foram perdidos com “Vidas Brasileiras”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário